Advogado: na cessão de crédito, o cliente continua sendo seu!

Advogado Cessão de Crédito

A princípio, o título acima parece transmitir uma informação óbvia, mas é importante que se expresse claramente essa realidade. Isso porque muitos advogados ainda têm receio de falar
sobre a Cessão de Crédito judicial com seus clientes, acreditando que, ao realizar o procedimento, as empresas cessionárias poderão “tomar” os clientes.

Essa é apenas uma questão resultante da falta de informação necessária sobre o mercado de negociação de ativos judiciais.

Com o crescimento das negociações de créditos oriundos da Justiça no Brasil, empresas investiram e se especializaram para atuar especificamente nesse segmento. Dessa forma,
contam com profissionais respeitados e a participação de investidores que têm interesse na legalidade e transparências das atividades e operações de compra e venda de ativos judiciais.

A PX ativos Judiciais, por exemplo, no início de 2021, acertou uma parceria com a Galápagos Capital, companhia global de investimentos, para lançar o seu primeiro fundo de investimento em direito creditório não padronizado, com 100 milhões de reais para a aquisição de crédito. Em meados de 2021, lançou o seu segundo fundo de investimento em direito creditório, focado em precatórios do Estado do Rio de Janeiro, também composto por 100 milhões de reais. Agora em 2022, a empresa está lançando o seu terceiro fundo, focado na aquisição de precatórios do Estado de São Paulo.

Assim, ao buscar uma empresa confiável como a PX para negociar os créditos judiciais de sua carteira, o advogado não está correndo risco de ter seus clientes “roubados”, muito pelo
contrário, é uma oportunidade de ajudá-los a obter a desejada liquidez financeira de forma mais rápida e certa do que aguardar até o fim do processo judicial.

Além disso, é importante ressaltar que o advogado não é obrigado a realizar a Cessão de Créditos de honorários de sucumbência ou contratuais, podendo reservar os mesmos para
recebimento ao final do processo, permitindo que seus clientes negocies apenas os créditos que cabem a eles mesmos.

Conforme já exposto em texto produzido pela PX sob o título “Venda de créditos judiciais facilita gestão de escritórios de advocacia”, diversos são os benefícios para os advogados e escritórios de advocacia que optam por utilizar o recurso da Cessão de Crédito, entre eles: 1 – diminuição do trabalho operacional; 2 – redução de despesas com acompanhamento processual; 3 – melhor atendimento aos interesses dos clientes; 4 – mais tempo livre para focar no comercial; 5 – fluxo de caixa.

Tudo isso porque a PX assume a responsabilidade por algumas das atividades operacionais relacionadas aos processos em que a Cessão de Crédito é realizada, desonerando os
advogados, mas sempre mantendo-os informados por meio de relatórios.

Ao analisar esses benefícios, o advogado perceberá que a negociação de créditos judiciais pode proporcionar um ganho real de tempo e de capital, além possibilitar a otimização da sua
advocacia, seja autônoma, seja em escritório, sem necessidade de investimentos ou realização de empréstimos bancários.

Advogado, entre em contato e confira a proposta da PX Ativos Judiciais para sua carteira de
clientes.

Receba uma proposta personalizada gratuitamente!

Os especialistas da PX Ativos Judiciais vão analisar o seu caso e fazer uma oferta exclusiva.

💬 Precisa de ajuda?