Carta Precatória Criminal: O Que É, Para Que Serve E Como Consultar?

rpv

A Carta Precatória Criminal é um documento que possibilita a cooperação entre juízes de diferentes jurisdições para a eficácia da justiça.

Imagine que um juiz precise ouvir uma testemunha vital para um caso, mas que reside em outro estado. Assim, ele pode emitir uma Carta Precatória Criminal para outro juiz. Nela, ele especifica quais ações precisam ser realizadas, como interrogatórios.

Desse modo, o outro juiz recebe a carta e um oficial de justiça é destinado para realizar as ações solicitadas. Isso garante que a justiça seja feita onde os eventos ocorreram, mesmo que isso esteja fora do estado do juiz de origem.

Em outras palavras, é com auxílio da Carta Precatória Criminal que um processo judicial pode ter um desfecho. Isso é possível mesmo que elementos-chave estejam em outra jurisdição — extensão territorial em que um juiz atua.

Quer entender mais detalhes sobre o funcionamento da Carta Precatória Criminal? Continue a leitura e confira:

  • O que é a Carta Precatória Criminal?
  • Para que serve uma Carta Precatória Criminal?
  • Quem recebe a Carta Precatória Criminal?
  • O que acontece depois de uma Carta Precatória Criminal?
  • Quanto tempo demora a resposta de uma Carta Precatória Criminal?
  • Como consultar uma Carta Precatória Criminal?

O que é a Carta Precatória Criminal?

A Carta Precatória Criminal é um instrumento jurídico que possibilita um juiz se comunicar com outro, mesmo em estados diferentes. Por exemplo, digamos que o juiz A, precisa realizar procedimentos legais, como ouvir uma testemunha, em uma área fora de sua jurisdição.

Para isso, ele deve emitir uma Carta Precatória Criminal solicitando autorização ao juiz da outra comarca, juiz B. Após autorização, um oficial de justiça pode ser encaminhado para executar esses atos processuais necessários para o andamento de um caso. 

Concluída esta etapa, o oficial retorna à comarca de origem com as informações obtidas, assegurando que o processo prossiga de maneira completa e justa.

Para que serve uma Carta Precatória Criminal?

A Carta Precatória Criminal serve para realizar atos processuais em uma jurisdição diferente de onde o processo iniciou. Por exemplo, imagine que você ganhou um processo contra uma entidade pública. 

Em alguns casos, o pagamento desse processo depende da cooperação de um órgão localizado em uma cidade diferente da sua. Nesse caso, o juiz responsável pelo seu processo pode emitir uma Carta Precatória, solicitando a colaboração do juiz na jurisdição do órgão pagador.

Da mesma maneira, este documento poderia servir para executar outros procedimentos em uma área fora da competência geográfica do juiz. Por exemplo,

interrogar testemunhas ou coletar provas.

Quem recebe Carta Precatória Criminal?

Quem recebe a Carta Precatória Criminal é o juiz de uma comarca diferente da de quem enviou o documento. Então, o destinatário analisa os termos da carta para entender quais ações precisam ser realizadas em sua jurisdição para cooperar com o processo judicial.

O que acontece depois de uma Carta Precatória Criminal?

Após o envio e cumprimento de uma Carta Precatória Criminal, o processo legal continua a seguir seu curso. Os passos envolvidos são:

Cumprimento dos atos

Após receber a Carta Precatória, o juiz que envia a Carta Precatória designa um oficial de justiça para cumprir os atos processuais solicitados. Estes podem incluir interrogatórios, coleta de provas ou outras solicitações específicas indicadas na carta.

Retorno à comarca de origem

Depois de executar as ações, o oficial de justiça retorna à comarca de origem, levando consigo as informações e documentos obtidos no cumprimento da Carta Precatória Criminal.

Relatório ao juiz deprecante (quem envia a Carta Precatória)

O oficial de justiça apresenta um relatório detalhado ao juiz deprecante. Este inclui informações sobre as ações realizadas, depoimentos colhidos e evidências coletadas, contribuindo para o avanço do processo.

Continuidade do processo

Com base nas informações obtidas por meio da Carta Precatória Criminal, o juiz deprecante avalia o impacto no caso. Isto é, ele pode decidir sobre novas etapas do processo, considerando as evidências recolhidas e as ações executadas.

Por exemplo, as novas informações podem sugerir a necessidade de ouvir outras testemunhas ou partes envolvidas. Então, é possível que o juiz marque novas audiências para garantir que todas as perspectivas sejam consideradas.

Decisões subsequentes

Dependendo da natureza do caso, o juiz deprecante pode tomar decisões subsequentes, realizadas após uma decisão inicial em um processo judicial. Isso pode incluir marcadores de audiência, determinação de novas ações, ou até mesmo a decretação da sentença, conforme o estágio do processo.

Quanto tempo demora a resposta de uma Carta Precatória Criminal?

O prazo para obter uma resposta após o envio de uma Carta Precatória Criminal é de 90 dias. Alguns juízes podem demorar mais ou menos que outros dependendo de alguns fatores, como:

  • complexidade do caso – atos processuais delicados ou detalhados, pode levar mais tempo para que todos os passos sejam cumpridos;
  • disponibilidade de recursos – a disponibilidade de recursos, como oficiais de justiça e salas de audiência, também influencia o tempo de resposta;
  • volume de casos na comarca destinatária – a carga de trabalho do juiz e dos funcionários na comarca destinatária pode afetar o tempo de resposta;
  • natureza das ações solicitadas – atividades mais simples podem ser concluídas mais rapidamente comparadas às que exigem procedimentos mais detalhados.

Como consultar uma Carta Precatória Criminal?

Qualquer pessoa pode consultar uma Carta Precatória Criminal, desde que o caso não corra em segredo de Justiça. Basta acessar o site do Processo Judicial Eletrônico (PJe) do estado correspondente. 

Então, na área dedicada às cartas precatórias, insira o número específico da carta que deseja consultar. Feito isso, o sistema fornece informações sobre o status da Carta Precatória Criminal, detalhes sobre o seu cumprimento e quaisquer outras observações relevantes.

Conforme mencionado, a Carta Precatória Criminal possibilita a cooperação entre diferentes jurisdições. Assim, ela assegura a eficácia da justiça, independentemente da localização geográfica dos elementos cruciais para o processo.

Quer continuar aprendendo mais sobre esse e outros assuntos relacionados? Aproveite a visita e confira o artigo sobre Alvará Judicial!

Receba uma proposta personalizada gratuitamente!

Os especialistas da PX Ativos Judiciais vão analisar o seu caso e fazer uma oferta exclusiva.

💬 Precisa de ajuda?